+1 365-300-8477
contact@eventelis.com

One-on-One com Mauro Spader

One-on-One com Mauro Spader

Hoje a Eventelis é a plataforma para planejamento e gestão de eventos dos principais organizadores de eventos do Brasil. Teremos a honra de entrevistar alguns destes profissionais em nossa série One-on-One e trazer para vocês um pouco sobre a rotina deles, compartilhar conhecimento e emoções que só quem organiza eventos vivencia.

Nosso primeiro entrevistado é o Mauro Spader, atual Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do Project Management Institute do Rio Grande do Sul (PMI-RS). Ele é responsável pela organização dos eventos da instuição e, só para este ano, estão previstos mais de 20 eventos.

Mauro realizando a abertura do evento em 2016

Mauro é um organizador de eventos premiado e atua na área desde 2015. Em 2016, logo no início da carreira, Mauro se destacou e foi convidado para ser Diretor de Eventos Estratégicos do PMI-RS, mesmo ano que ganhou o prêmio de melhor Diretoria e elaborou um framework para planejamento e execução de eventos, que lhe rendeu o prêmio de Projeto do Ano. Já em 2017 Mauro foi eleito Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do PMI-RS e organizou o 14º Congresso de Gestão de Projetos, um evento para 700 pessoas em Porto Alegre-RS.

Mauro recebendo um dos seus prêmios

Os eventos que ele organiza são focados em networking, gerenciamento de projetos, comunicação, liderança, negociação e outros assuntos relacionados a gestão de empresas. Dentre os eventos organizados, ele destacou Project Management Day (PMDay) que reúne cerca de 150 participantes e os almoços, que reúnem cerca de 50 pessoas a cada 02 meses.

Agora que já conhecemos o perfil do Mauro, vamos para a entrevista:

Como foi no começo da carreira? Qual foi seu maior incentivo?

Eu tenho o propósito pessoal de levar a sociedade a conhecer e aplicar o gerenciamento de projetos. Este sempre foi e continua sendo meu maior motivador. Quando iniciei no PMI-RS encontrei pessoas com o mesmo propósito, que me incentivaram e me acolheram. No início foi bem difícil organizar eventos dentro dos padrões de governança esperados pelo capítulo, mas aos poucos fui conhecendo a organização. Acabei concluindo que organizar eventos é uma excelente forma de engajar e ensinar gerenciamento às pessoas.

Almoço com Projetos – 2016

Sabemos que nem tudo é fácil e erros às vezes acontecem. Nos conta quais as lições que você aprendeu errando?

Engajar o trabalho voluntário nem sempre é fácil. Mas se as pessoas estão se voluntariando, elas esperam engajamento e envolvimento por parte do capítulo e do board. É preciso dedicar o seu tempo pessoal, dar atenção, respeito e reconhecimento. Houve casos em que não consegui dar atenção aos voluntários devido aos compromissos profissionais, e isso se refletiu na experiência das pessoas junto ao capítulo.

E hoje, o que te motiva a seguir na carreira?

O reconhecimento e o apoio das pessoas que me acompanham no trabalho voluntário sempre renovam minha vontade de fazer mais e melhor. As mensagens de apoio chegam pessoalmente, pelas redes sociais e pelo e-mail. As pessoas esperam cada vez mais de mim e do capítulo, e isso se reflete na disseminação das boas práticas na sociedade.

14º Congresso de Gerenciamento de Projetos de 2017

Pode nos contar uma situação marcante que você presenciou durante algum evento?

Ao final do 14º Congresso de GP, o Coronel Romaguera foi o keynote speaker que fechou o evento. Ele havia voltado do Haiti fazia uma semana, e seu primeiro compromisso como palestrante foi no nosso congresso. Ao relembrar da missão, ele se emocionou e embargou a voz no palco. Neste momento o auditório de 700 pessoas levantou e bateu palmas intensamente; foram vários minutos com as pessoas de pé batendo palmas e ovacionando, até o Coronel se recompor. Dá arrepios só de lembrar.

Mauro e o Coronel Romaguera no 14º Congresso de Gerenciamento de Projetos de 2017

Lidar com pessoas nem sempre é fácil. Quais as dificuldades encontradas ao lidar com públicos diferentes em cada projeto?

A organização de um evento envolve diversos papéis, cada um com uma expectativa diferente. A maior dificuldade é fazer com que todos se comuniquem, e percebam que precisam um do outro para que o evento tenha sucesso e todos atinjam seus objetivos. Um bom mapeamento das partes interessadas e suas necessidades é fundamental neste aspecto.

14º Congresso de Gerenciamento de Projetos de 2017

Como um bom networking influência na organização de um evento?

Eu costumo dizer que nosso maior patrimônio são as relações que construímos ao longo da vida. Se construímos relações positivas com as pessoas, elas sempre nos responderão com coisas positivas. Na organização dos eventos estas relações afloram em convites para palestrar, convites para participar, ou simplesmente no fato de estar próximo e presente. O caos controlado da relação das pessoas comigo e das pessoas com outras pessoas gera resultados surpreendentes; basta que incentivemos estas relações.

Quais os resultados que as marcas podem alcançar ao realizar investimentos, seja como patrocinadora ou idealizadora?

Associar a marca ao PMI ou ao PMI-RS reflete imediatamente o compromisso da empresa com as boas práticas e com a boa gestão. O efeito imediato é o atingimento de um público tomador de decisão, presente nas mais diferentes áreas onde os projetos são utilizados.

PMDay PMO – 2018

Pode nos contar como faz para vender tantos ingressos / inscrições?

Estar próximo ao seu público a saber o que eles procuram nos seus eventos é essencial. Desde o conteúdo oferecido até as facilidades de estrutura presentes no evento em si, tudo é dimensionado de acordo com o público a ser atingido; e este público é específico de cada evento. Por fim, o maior desafio é ajustar o preço do ingresso ao valor oferecido pelo evento. Se as pessoas entenderem que o valor entregue pelo evento justifica o investimento, vai vender.

Pode nos dizer quais são as etapas para organizar um evento inesquecível?

1 – Planejar incansavelmente uma boa data, evitando feriados e outros eventos.
2 – Oferecer um conteúdo relevante a um preço justo.
3 – Aumentar a expectativa para o evento liberando drops de informações.
4 – Surpreender na entrega do evento e nos detalhes da organização.
5 – Caprichar nas atividades pós-evento fazendo com que ele seja lembrado.

14º Congresso de Gerenciamento de Projetos – 2017

Para encerrar: O que não pode faltar em um evento de sucesso?

O segredo está na atenção às pessoas e às suas necessidades. No fim das contas, por mais tecnológico que o mundo esteja, são humanos recebendo humanos, e as pessoas lembrarão se foram bem acolhidas e se tiveram suas necessidades atendidas, e principalmente se foram surpreendidas. Esta percepção geral se refletirá diretamente no sucesso percebido do evento.

Gostaram da entrevista? Fique de olho para não perder as próximas entrevistas com profissionais renomados da área. Nós vemos na próxima One-on-One!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *